Barril no pré-sal sai hoje a US$ 7,6

Custos de extração na província caíram 27% em seis anos, de acordo com a Petrobras

[11.07.2016] 15h33m / Por Gabriela Medeiros

Os custos de extração no pré-sal caíram de US$ 10,4/boe em 2010 para US$ 7,6/boe em 2016, o que representa uma redução de 27%. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (11/4) durante um encontro da Petrobras com investidores.

Nos últimos seis anos, o tempo de construção de cada poço saiu de 310 dias para 89 dias. Neste período, a Petrobras colocou em operação no pré-sal dez unidades de produção, das quais cinco ainda estão em ramp up, além de conectar 55 poços produtores.

A alta produtividade do pré-sal permitiu o prolongamentos dos investimentos, por meio da divisão do ramp up em duas ondas de perfuração. Neste caso, são feitas novas perfurações de poços produtores apenas três ou quatro anos após o primeiro óleo, o que garante a manutenção do pico de produção por mais tempo.

Durante a reunião, a petroleira destacou medidas que vem adotando para melhorar a financiabilidade, como o plano para vender US$ 15,1 bilhões em ativos entre 2015 e 2016, as operações de gestão da dívida com a emissão de títulos e ofertas de recompra, além das iniciativas de redução dos gastos operacionais, como a otimização da frota de embarcações, as renegociações de contratos de afretamento e a redução de gastos administrativos.

http://brasilenergiaog.editorabrasilenergia.com/daily/bog-online/empresas/2016/07/barril-no-pre-sal-sai-hoje-us-76boe-470525.html

Print Friendly, PDF & Email
%d blogueiros gostam disto: